Fato Notório

Supremo concede extradição requerida pela Argentina

30/04/2012 09h15 Bookmark and Share

A República da Argentina realizou pedido de extradição (nº 1.175) com base na Lei nº 6.815/80 e o Tratado de Extradição em face de R. Y. G.

Os ministros entenderam que o crime de contrabando de entorpecentes é agravado pela tentativa de extração do território aduaneiro, que corresponde ao crime de tráfico internacional de drogas, conforme preconiza o art. 33, caput, combinado com o art. 40, I, da Lei nº 11.343/06.

Os ministros decidiram que o compromisso de detração da pena, considerando o período de prisão decorrente da extradição, deve ser assumido antes da entrega do preso, não obstando a concessão da extradição.

O fato da extraditanda estar cumprindo pena no Brasil por condenação por outro crime não impede a extradição, ficando a entrega condicionada ao cumprimento da pena no Brasil, sem prejuízo da entrega imediata sujeita a juízo de conveniência e oportunidade do Poder Executivo.

A 1ª Turma do STF deferiu, por unanimidade, o pedido de extradição nos termos do voto da relatora Ministra Rosa Weber.

Fato Notório

A reprodução de notícias e entrevistas publicadas no site Fato Notório são permitidas desde que seja informado o endereço www.fatonotorio.com.br e o crédito ao Fato Notório.
Fato Notório • O seu informativo jurídico
© Copyright 2014 • Todos os Direitos Reservados
dothCom Consultoria Digital